A Família Maia

Esta é sem dúvida uma história especial, a história da família Maia.

 

As três irmãs, Lucinda, Josinda e Graça viviam sozinhas na casa que já foi dos seus pais, sendo o seu único rendimento a reforma da irmã mais velha, Josinda.

Apesar de muito cuidada por dentro, a casa não tinha luz eléctrica, água canalizada e não tinham casa de banho (nunca tinham tido). O telhado era também outro problema, chovia dentro de casa e temia-se que as telhas voassem sempre que houvesse ventos mais fortes.

As senhoras são muito simpáticas, humildes e generosas. E, embora não tenham muitas possibilidades económicas, no ano passado acolheram um vizinho que vivia como sem-abrigo, dormindo ao relento e sobrevivendo de esmolas. Elas deixaram-no dormir no quarto da cave e dão-lhe comida em troca de trabalho no campo onde cultivam todos os legumes que necessitam.

A Lucinda tomou conta da mãe que morreu de cancro e sofreu uma depressão depois da sua morte. A casa e a melhoria das condições em que viviam as três sempre foi sempre o seu maior desejo. O pedido chegou-nos através de uma vizinha que lhe empresta algum espaço do seu frigorífico para que as três irmãs possam guardar algumas das suas coisas.

Este é um caso de verdadeira generosidade, onde esta família que tão pouco tem, abriu as portas de sua casa para receber alguém mais necessitado.

Com a ajuda de muitos voluntários e da Fundação Manuel António da Mota, a  Habitat for Humanity Portugal vai realizar o sonho desta família: ter uma casa digna e segura onde possam viver.

Poderá ver mais fotografias na GALERIA

__________________________________________________________

Habitat for Humanity Portugal

A visão da Habitat Portugal é: "Um Mundo onde todos tenham um lugar decente onde morar."
Convicta que a habitação é um direito fundamental de todas as pessoas, a Habitat Portugal já ajudou, desde 1996, mais de 250 pessoas em Portugal através da construção ou reconstrução de habitações.
A Habitat Portugal procura também chamar a atenção para o problema da pobreza habitacional através de várias iniciativas.

Actividades

Art.º 65

1. Todos têm direito, para si e para a sua família, a uma habitação de dimensão adequada, em condições de higiene e conforto e que preserve a intimidade pessoal e privacidade familiar.

Constituição da República Portuguesa